Menu

Poder Candidato bolsonarista perde eleição na OAB do Amazonas

Paulo Maffioletti e João Cleuter: uma eleição sem pretensões. (Ygor Fábio Barbosa/Revista Cenarium)

Carolina Givoni – Da Revista Cenarium

MANAUS – Defensor do presidente Jair Bolsonaro, o advogado Paulo Maffioletti perdeu a eleição para o comando da seccional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) no Amazonas nesta terça-feira, 16, na disputa com o advogado Jean Cleuter Simões.

Cleuter ficou com 82% (3.068) dos votos contra 18% de Maffioletti, e irá presidir a OAB/AM no próximo triênio (2022-2025). O candidato bolsonarista não se manifestou, até o fechamento da matéria. Só os dois advogados concorreram ao pleito.

(Reprodução/Internet)

Paulo Maffioletti ficou conhecido por ser o criador do “Movimento de Advogados Pró-Bolsonaro” e, em janeiro de 2020, puxou movimento de coleta de assinaturas de adesão ao pretenso partido do presidente, o União Pelo Brasil, que acabou não saindo do papel.

Em Manaus, ele é visto, constantemente, organizando manifestações a favor do presidente e contra o Supremo Tribunal Federal (STF), como um ato realizado no dia 7 de setembro, que ocorreu em todo o Brasil. Na capital amazonense, a adesão se deu em bairros de classe média alta.

O advogado bolsonarista candidatou-se ao cargo com o discurso de “tirar a OAB/AM das mãos da esquerda“, mas tinha declarações antidemocráticas, como o apoio a agressões verbais de Jair Bolsonaro contra os ministros do Supremo Tribunal Federal.

Candidato do ‘Centro’

Aparentemente sem defender ideologia partidária, Jean Cleuter terá pela frente um mandato de três anos no comando da presidência da seccional do Amazonas e sucederá o advogado Marco Aurélio de Lima Choy, que cumpriu dois mandatos consecutivos à frente da presidente da Ordem.

“Quero agradecer o trabalho de cada um de vocês. Vamos trabalhar para garantir cada vez mais o fortalecimento da advocacia amazonense”, disse Jean, ao ser recepcionado pelos apoiadores no final da apuração.

A gestão de Choy, que teve como vice-presidente a advogada Grace Benayon, encerra em 31 de dezembro. Jean assume em 1º de janeiro de 2022.

Segundo a assessoria de imprensa da OAB/AM, a votação teve o apoio do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM), que cedeu as urnas eletrônicas, do IMMU Trânsito, Detran-AM e Polícia Militar.

A apuração ocorreu na Arena da Amazônia, Zona Centro-Oeste de Manaus, com a presença de advogadas e advogados apoiadores das duas chapas. Além de Manaus, votaram advogados nas cidades de Parintins, Tefé, Manacapuru, Itacoatiara, Humaitá e em Tabatinga, que atendeu à advocacia do Alto Solimões.