Menu

Poder Donos do Supermercado Vitória, suspeitos de matar sargento do Exército em Manaus, ganham liberdade

A vítima, Lucas Ramon Silva Guimarães (à esquerda), e o casal Joabson e Jordana (à direita). (Reprodução/ Internet)

Gabriel Abreu – Da Revista Cenarium

MANAUS – O Superior Tribunal de Justiça (STJ) atendeu nesta quarta-feira, 10, o pedido da defesa do casal Joabson Gomes e Jordana Freire, donos do Supermercado Vitória, para que eles respondam em liberdade pela morte do sargento do Exército Lucas Guimarães, morto no dia 1º de setembro com três tiros na cabeça. Os advogados tentaram outras três vezes por os clientes em liberdade, mas os habeus corpos foram negados pelo Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM).

O advogado de defesa Almicar Pinheiro nega que os clientes estejam envolvidos na morte do sargento do Exército Lucas Ramon Silva Guimarães. Na época da prisão, a delegada Marna de Miranda afirmou que durante as investigações a polícia identificou que Lucas Guimarães e Jordana Freire tinham um relacionamento extraconjugal, desde de dezembro de 2020. Para os investigadores, Joabson descobriu a traição por meio do telefone da esposa. Quando o marido da empresária começou a fazer ameaças contra Lucas e a cometer violência doméstica contra a esposa.

“O Lucas possuía uma gráfica que, por meio de contato de amigos e clientes, passou a prestar serviços para o supermercado Vitória. Mas, no trato com Joabson, que segundo a vítima era rude e grosso, ele não queria mais fazer contato. Foi aí que entrou a Jordana, os dois se conheceram e passaram a se relacionar”, detalhou a delegada sobre o início da relação.

Operação

No âmbito da Operação Lucas 8:17 – um versículo da bíblia que diz “não há nada oculto que não venha a ser revelado e nada escondido que não venha a ser conhecido e trazido à luz” – foi apreendida uma arma de fogo roubada na unidade da rede de supermercados da Torquato Tapajós, zona Centro-Sul de Manaus. Um pessoa foi flagranteada.

Segundo a Polícia Civil, ainda não há informações da identificação de quem cometeu o crime.

Entenda o caso

Lucas foi assassinado com aproximadamente três disparos de arma de fogo na região da cabeça. O crime aconteceu em uma cafeteria localizada na Avenida Ayrão, Boulevard Álvaro Maia, bairro Praça 14 de Janeiro, zona Sul de Manaus.

A vítima estava no local, quando um homem entrou no estabelecimento, se passando por cliente, pediu um café, e logo em seguida puxou uma arma de fogo e atirou contra a vítima. Lucas ainda chegou a ser socorrido e encaminhado para o Hospital Santa Júlia, mas veio a óbito.

Veja reportagem da CENARIUM que foi ao ar no dia da prisão do casal: