Feminicídio: homem mata ex-esposa na frente dos filhos de 2, 4 e 8 anos em Manaus

Remoção do corpo da vítima (Reprodução/Redes Sociais)

27 de maio de 2024

14:05

Carol Veras – Da Revista Cenarium

MANAUS (AM) – Na madrugada desta segunda-feira, 27, um homem identificado como Romário Júnior Pereira, de 31 anos, assassinou a facadas a ex-esposa Jayne Moraes, de 22 anos. O crime aconteceu no local onde o ex-casal residia, no bairro São José 3, Zona Leste de Manaus.

De acordo com o delegado Fábio Silva, Romário e Jayne estavam separados, mas ainda moravam juntos.
“Eles passaram a noite bebendo e consumindo drogas na frente das crianças. A vizinhança falou que eles já estavam separados, mas ainda tinha muita briga. Ela morava em cima e ele embaixo, então era uma briga constante até porque ela já estava em outro relacionamento” afirma.

Segundo policiais militares que atenderam à ocorrência, o crime aconteceu após uma briga do casal, motivada por uma saída da vítima durante à noite. Após o assassinato, o suspeito tentou tirar a própria vida com um golpe de faca na região do abdômen. Ele foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Imóvel onde o crime ocorreu (Reprodução/Redes Sociais)

Romário foi encaminhado para o Hospital Dr. Platão Araújo, localizado na Avenida Autaz Mirim, Zona Leste. A vítima, natural do município de Careiro da Várzea, no interior do Estado, deixou três filhos, de 2, 4 e 8 anos, que testemunharam o crime.

O corpo de Jayne foi encontrado ao lado da cama e foi removido por equipes do Instituto Médico Legal (IML), para onde foi encaminhado para procedimentos de perícia.

Jayne Moraes de Amorim, 21 anos (Reprodução/Redes Sociais)
Violência contra a mulher no Amazonas

A Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP) registrou 1.078 ocorrências de violência contra mulheres no ano de 2024. Os dados são referente à última atualização, feita em abril. Liderando o número de casos registrados está a capital Manaus, com 306 ocorrências, seguida de Tefé (93), Manacapuru (52) e Itacoatiara (51).

Em 2023, a Região Norte foi a segunda mais violenta para mulheres, com taxa de 1,6 feminicídio por 100 mil mulheres, de acordo com o Anuário Brasileiro de Segurança Pública (ABSP). Quanto aos Estados da localidade, Acre, Rondônia e Tocantins empataram, com taxa de 2,4 mortes por 100 mil.

Segundo o anuário, enquanto Acre e Tocantins tiveram crescimento de, respectivamente, 11,1% e 28,6%, Rondônia conseguiu reduzir em 20,8% a taxa de feminicídios. Na terceira posição do ranking geral aparece o Distrito Federal, com taxa de 2,3 por 100 mil mulheres, uma variação para cima de 78,9% entre 2022 e 2023.

Leia também: Policial é preso por feminicídios da esposa e filha no Amazonas
Editado por Adrisa De Góes
Revisado por Gustavo Gilona