Menu

Central da Política Instagram oculta postagem de Carlos Bolsonaro sobre Lula após apontar fake news

O vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) (Jorge Hely/ Framephoto/ Estadão)

Victória Sales – Da Revista Cenarium

MANAUS – O Instagram ocultou duas postagens do vereador Carlos Bolsonaro, filho do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), após alegar conteúdo falso. Na plataforma, o filho 03 do presidente publicou dois vídeos de 2015, o qual o ex-presidente Lula aparece em um evento do instituto discursando sobre a decisão da Bolívia de nacionalizar o gás e o petróleo do País.

Na publicação, Carlos destaca que acha que o “ex-presidiário”, a quem se refere a Lula, esqueceu de apagar a publicação no perfil do instituto. “O gás de cozinha está caro, assim como outras coisas? Nada é um fato isolado e qualquer inocente sabe disso (…)”. Também afirma que os petistas junto com a terceira via “priorizam outros países com o seu dinheiro”, explicou.

Postagem marcada como notícia falsa no Instagram de Carlos Bolsonaro (Reprodução/Internet)

Nas imagens publicadas por Carlos é possível ver Lula afirmando que se não fosse o governo administrado por ele, o ex-presidente da Bolívia Evo Morales teria tido mais dificuldade. Carlos afirma que “juntos com a “terceira via” fazem de tudo para destruir as fontes de renda do povo, aumentam impostos, priorizam outros países com seu dinheiro e estrategicamente unidos culpam quem zerou o imposto do gás de cozinha, diminui muitos outros e zera tarifas”.

Leia mais: YouTube remove nova live de Bolsonaro postada no canal de Carlos Bolsonaro

Oculto

Ao perceber que a imagem divulgada havia sido marcada como conteúdo falso, Carlos Bolsonaro fez uma nova postagem com outro vídeo que também acabou sendo marcado com a mesma mensagem, o qual ele afirma que o vídeo não tem edições. “Vídeo sem edições do ex-presidiário por suas próprias palavras sem qualquer comentário de ninguém. Será falso também “checadores”? Aguardemos e tirem suas conclusões”.

Não satisfeito, Carlos fez uma terceira postagem, com uma publicação no Facebook e um print divulgado no Instagram, o qual relatou que “chegamos num momento do mundo em que colocar um vídeo de um ex-presidiário falando por si mesmo, sem nenhum comentário do autor da postagem sobre o fato exposto, sem edição alguma, somente com a fala do próprio petista é considerado falso pelos “checadores”. Tem método e muito, mas muito, prudente, sofisticado e biografado”.

Mesmo com a mensagem de conteúdo falso, as duas postagens marcadas pelo Instagram continuam com a mensagem e não foram retiradas do ar.