Menu

Sociedade Manaus 352 anos: conheça obras literárias que retratam a capital do Amazonas

Livros que retratam a história de Manaus ao longo desses 352 anos de história. (Guilherme Oliveira/Revista Cenarium)

Gabriel Abreu – Da Cenarium

MANAUS – A capital do Amazonas, que completa 352 anos neste domingo, 24, já reúne um universo considerável de obras públicas que abordam os mais diversos aspectos de sua existência. Obras de ficção, registros, estudos científicos e análises desta que é um dos principais centros das atenções do planeta, quando o assunto é meio ambiente e Amazônia. E para mostrar alguns exemplos desse acervo de publicações, a CENARIUM levantou, junto à editora Valer, a lista dos livros mais vendidos que abordam o tema ‘Manaus’.

O proprietário da editora, Isaac Maciel, confirma a diversidade de publicações sobre Manaus. “Nós temos obras na área jurídica, na área da saúde, belos romances, belos livros de poemas, muitos livros acadêmicos na área da historiografia e antropologia, mas também temos essa produção alentada para crianças e jovens”, disse Maciel.

Entre os mais de 1.500 títulos sobre Manaus, veja os campeões no gosto do leitor manauara:

O livro do professor e artista plástico Otoni Mesquita é um estudo histórico da arquitetura de Manaus no período da Belle Époque. Trata-se de um trabalho dos mais importantes sobre o tema, em que o pesquisador descreve os aspectos históricos e apresenta os elementos que compõem o patrimônio arquitetônico da capital do Amazonas.

Este encontro da cidade com a história se realiza, de modo original, neste livro de Otoni Mesquita. O domínio da pesquisa exala o envolvimento pessoal do autor com ela. Inspirado, sobretudo, por uma bibliografia do campo das artes, a reflexão parte da definição da cidade como artefato cultural. Assim, ela é compreendida como produto da criação humana, e, portanto, como ato humanizador que distingue a espécie humana. Importa sublinhar, no entanto, a consideração sobre o fato de que o criador se constrói no ato da criação. É desse modo que a interrogação sobre a cidade conduz à história, ao buscar identificar as diversas forças que a moldaram, evidenciando seus múltiplos artesãos. Apresenta-se, então, uma compreensão da história urbana menos interessada na descrição da forma ou da expansão urbana do que nos sujeitos sociais da cidade.

Este livro foi feito para homenagear a cidade de Manaus. Por meio da memória, somos guiados até a antiga Manaus – a Paris dos Trópicos – terra de beleza arquitetônica e de encantos naturais. Nele, encontram-se imagens do porto, das ruas e avenidas, os carros, os bondes e as carruagens, o Teatro Amazonas, as pontes e os igarapés, os prédios, as praças, a borracha, o stand de tiros e o Carnaval. É um registro da modernização e da expansão do capitalismo que chegava ao extremo Norte do Brasil.

Este livro mostra como a civilização floresceu com o nascimento das cidades – espaços de troca, convívio e proteção contra as ameaças e incertezas da sorte. Nasceram do sonho e da necessidade do ser humano de se fixar e pertencer a um lugar.

Este é um livro que tem como matéria a memória e o amor a uma cidade: Manaus. O livro resultou de uma feliz ideia do jornalista Joaquim Marinho: é uma reunião de textos (crônicas, poemas, testemunhos) em que os autores captam as diversas faces da cidade, traçando-lhe o perfil. Perpassados por uma atmosfera de nostalgia, os trabalhos capturam aspectos que evocam Manaus em diversos momentos de sua história.

Nesta obra, a autora transforma os escombros ou as ruínas em memória viva, capaz de dar outras direções para o conhecimento e para a arquitetura da cidade de Manaus. Esta é uma obra na qual presenciamos a força do símbolo e a urgência de encontrarmos interpretações diferentes para o homem do agora e do futuro.

Somos todos habitantes do mundo. Habitamos um lugar, uma cidade, e somos por ela possuídos, com suas histórias, seus conflitos e sua memória. Uma cidade está sempre em movimento – é um corpo vivo, composto de gente que nasce, que chega de lugares distantes e planta uma casa, encontra um amor e passa a pertencer ao novo chão. Os mortos também fazem parte da história de uma cidade. Assim, é a história de Manaus: uma tapeçaria de cores, acontecimentos e gentes, com suas vozes, sonhos e realizações. Este livro, nascido da sensibilidade do poeta Tenório Telles, é um testemunho disso. E também uma celebração desta antiga Vila de São José da Barra do Rio Negro – Manaus.

Manaus é tema recorrente na obra poética e jornalística de Aldisio Filgueiras. O livro reúne poemas feitos entre 1997 e 2002, resultado do seu olhar crítico sobre a cidade onde nasceu. Os textos são marcados pelo experimentalismo linguístico e conteúdo de crítica social.

Neste livro, o poeta Aldisio Filgueiras continua fiel à temática da sua poesia inicial: a cidade de Manaus. Ele é um poeta urbano que elegeu a sua terra natal como o motivo da sua obra. Não se pode dizer que é uma escrita de protesto, apenas, pois, além da sua fina ironia. A elaboração estética é um convite à leitura e à reflexão sobre a sua poética. 

A obra é um painel da cena artística nos anos 50 e 60 em Manaus. Seu tema é a vida cultural que se desenrolou no espaço que envolve a ‘Praça do Ginásio’, como um lugar de encontro, um ponto de referência das atividades culturais, local de fundação e símbolo do Clube da Madrugada.

Universidade Federal do Amazonas tem livraria exclusiva com obras sobre Manaus

Para quem procura edições literárias em preços mais em conta, uma boa opção é a Livraria da Universidade Federal do Amazonas (LUA), que funciona em parceria com a Editora da Ufam (Edua). As compras podem ser feitas via online, no site da livraria. Nestes tempos de aniversário de Manaus, as obras relativas à cidade são as versões editadas dos diversos trabalhos científicos produzidos pela universidade. A Edua foi criada em 1970, mas começou a produzir, na prática, em 1990. E, nesses pouco mais de 40 anos de existência, uma simples busca no site com a palavra “Manaus”, dá pra se ter a ideia da diversidade de publicações abordando os inúmeros aspectos envolvendo o tema. O site da livraria é o www.livrarialua.com.br.