Mesmo com chuvas e alagamentos, governador do Maranhão afirma que situação ‘está sob controle’

Chuva (Reprodução/Inmet)

11 de maio de 2024

16:05

Marcela Leiros – Da Agência Cenarium

MANAUS (AM) – O governador do Maranhão, Carlos Brandão (PSB), afirmou nessa sexta-feira, 10, que, apesar da chuva ter causado alagamentos no Estado e afetado 450 pessoas, a situação está controlada e continua sendo monitorada. A preocupação com a forte precipitação é que um cenário como o do Rio Grande do Sul venha a se repetir.

O chefe do Executivo estadual foi à cidade de Barreirinhas, a 254 quilômetros da capital São Luís, acompanhar visita técnica da Defesa Civil. Na rede social Instagram, Brandão confirmou que todas as famílias desabrigadas já haviam retornado às suas casas.

A situação está sob controle e continuamos monitorando de perto, dando todo o suporte para as famílias atingidas, com ajuda humanitária, entrega de cestas básicas e todo acolhimento necessário“, disse.

LEIA TAMBÉM:

Chuvas extremas no Maranhão deixam 30 cidades em estado de emergência
Justiça determina regularização de território quilombola no Maranhão após 19 anos
Maranhão tem maior número de violência sexual e estupro de mulheres
Confederação dos agricultores questiona alterações na Lei de Terras do Maranhão
Segurança Pública do Maranhão apura invasão de quilombo por empresário para plantar soja

O nível da água chegou a mais de um metro em Barreirinhas, invadindo praticamente todas as casas dos mais afetados. Até mesmo uma escola suspendeu as aulas e estava fechada devido ao alagamento. Além de Barreirinhas, a chuva também afetou outros 30 municípios, que estão em emergência, mas sem inundações.

Temos 31 municípios em situação de emergência, em que a própria gestão municipal consegue atuar, e os decretos municipais têm período de seis meses de duração; apenas um município decretou Estado de calamidade pública, Santa Inês, em razão de uma rodovia federal ter sido cortada. A cidade recebeu todo apoio do governo federal e do nosso Governo do Maranhão“, informou o governador.

As fortes chuvas no Maranhão desde abril de 2024 provocam a cheia em rios do Estado. Ainda segundo a Defesa Civil, as famílias estão sendo auxiliadas nas retiradas das áreas de risco pelas coordenadorias municipais da Defesa Civil e também com a distribuição de refeições fornecidas pela rede de restaurantes populares do governo do Estado.

Confira a lista dos 30 municípios afetados:

  • Formosa da Serra Negra
  • São Roberto
  • São João do Sóter
  • Tuntum, Monção
  • Pindaré-Mirim
  • Conceição do Lago Açu
  • Lago da Pedra
  • Lagoa Grande do Maranhão Carutapera
  • Governador Nunes Freire
  • Boa Vista do Gurupi
  • Trizidela do Vale
  • Cantanhede
  • Palmeirândia
  • Bacabal
  • Jenipapo das Vieiras
  • Cachoeira Grande
  • Buriticupu
  • Arari
  • Satubinha
  • Anapurus
  • Grajaú
  • Barreirinhas
  • Colinas
  • Matões do Norte
  • Pedro do Rosário
  • Peri Mirim
  • Tufilândia
  • Barra do Corda