Menu

Diversidade ‘Monauaras’: time LGBTQIA+ promove diversidade no futebol amazonense

O "Monauaras Futebol Clube" é time composto por integrantes LGBQIA+ (Reprodução/Instagram)
Priscilla Peixoto – Da Revista Cenarium

MANAUS – Com o objetivo de apoiar a inclusão, promover a diversidade e incentivar a prática esportiva, uma turma de amigos, moradores do bairro Cidade Nova, zona Norte da capital amazonense, fundaram o “Monauaras Futebol Clube”, time de integrantes LGBTQIA+ com uma comissão técnica composta por seis pessoas e mais 24 atletas, o clube utiliza o esporte como ferramenta para quebrar tabus.

“O time surgiu em setembro do ano passado, após uma longa conversa entre amigos e para gente é de verdadeira importância atuar em um segmento onde predominam, em sua maioria, os héteros. Gays no esporte ainda são um tabu”, ressalta um dos coordenadores, Victor Saylon, 25 anos.

Monauaras Futebol Clube (Reprodução/ Instagram)

Preconceito X Acolhimento

Segundo Victor, o clube é remanescente do primeiro time gay de Manaus, o Ball Cats, e se torna a segunda equipe de futebol LBQTIA+ reconhecida em Manaus. “Fomos bastante acolhido pelas comunidades próximas, como por exemplo, a do Canaranas, onde eles realmente abriram as portas para as ‘monas’ e nos abraçaram de uma maneira bonita, de encher os olhos. Assim se tornaram nossa casa, onde temos a torcida inteira para gente”, conta o coordenador.

Durante os treinos e jogos, Victor, ou melhor, Celeste como é chamada no time, revela que todos os integrantes se apresentam com nome feminino escolhido por cada um. “É uma socialização nossa, tudo leve, divertido, mas com respeito”, frisa Saylon.

Apesar do acolhimento, a turma já passou por momentos tensos, o preconceito, como de costume, ainda é realidade no cotidiano da comunidade LGBTQIA+ como ressalta Victor. “Já fomos insultados, ameaçados, ironizados, tentam mexer com nossa integridade vez ou outra, mas nos impomos também, exigimos respeito, pois eles precisam entender que nós somos dignos de respeito como qualquer outra pessoa”, enfatiza.

Apoio e disputa

Apesar de serem atletas amadores, o integrantes buscam apoio para manter o time atuante no cenário esportivo. E mesmo com ajuda de alguns estabelecimentos comerciais da Zona Norte, para a confecção dos uniformes dos jogadores, Victor alerta para a falta de incentivo, apoio e políticas públicas que foquem em possíveis talentos esportivos e campeonatos que acolham a comunidade LGBTQIA+.

“Você não vê com frequência um campeonato, uma copa gay com apoio de grandes empresas ou governo, não existe nada que nos acolha neste âmbito. As pessoas ainda têm muito preconceito e ficam com receio de ajudar um time gay, mas não desistimos, vamos vencer e mostrar que podemos jogar de igual para igual com times que tem grande investimento e patrocínios”, diz o jogador.

Time reunido para o treino (Reprodução/ Instagram)

Filiados à Federação Brasileira de Futebol LGTBQIA+ , o “Monauaras” vai disputar a Ligay Nacional de Futebol, que vai ocorrer ano que vem em São Paulo. “É uma vitória para a classe e para time, pois estamos quebrando esse preconceito e mostrando que as monas também jogam futebol, e podem está onde quiserem, no campo, na quadra, no tatame, no salão, na cozinha, pois lugar de mona é onde ela quiser”, finaliza Victor.

Aos interessados em ajudar ou patrocinar o time, pode entrar em contato com a equipe pela rede social instagram @Monauaras.fc.