Menu

Não categorizado Na Amazônia Legal, Amazonas é o Estado que recebeu o menor valor per capita do Governo Bolsonaro em 2021

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em Manaus. (© Alan Santos/PR)

Ana Carolina Barbosa – Para a Revista Cenarium

MANAUS – Dados do Portal da Transparência do governo federal mostram que, entre os nove Estados da Amazônia Legal, o Amazonas foi o que recebeu o menor volume de recursos per capita, no que diz respeito às transferências legais, voluntárias, específicas, constitucionais e royalties. A média por pessoa foi de R$ 1.765, de janeiro até 16 de novembro deste ano. O montante inclui os repasses aos governos estaduais e, individualmente, aos municipais.

Os noves Estados receberam juntos R$ 73,182 bilhões ao longo do ano, o equivalente a 19,5% do total repassado a Estados e municípios, que somou R$375,259 bilhões, aponta o portal da Transparência.

O valor per capita é fruto da divisão dos valores repassados aos Estados e seus municípios, pela população de cada Unidade Federativa, considerando a estimativa populacional do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), para 2021.

O Estado que obteve a maior parcela por habitante foi Roraima, com R$ 6.066. Entre as nove unidades federativas, Roraima é a que tem a menor população (652.913 habitantes). O valor é 243,6% maior que o do Amazonas, que tem uma população quase sete vezes maior (4.269.995).

No ranking dos Estados da Amazônia Legal, depois de Roraima, estão: Acre (R$ 4.915 repassados por habitante), Amapá (R$ 4.880), Tocantins (R$ 4.052), Rondônia (R$ 2.609), Maranhão (R$ 2.415), Pará (R$ 2.081), Mato Grosso (R$ 1.857) e Amazonas (R$ 1.765).

Em números gerais, o Pará foi o que obteve a maior parcela de repasses totais: R$ 18,267 bilhões, seguido do Maranhão, com R$ 12,277 bilhões, e do Amazonas, com R$ 7,539 bilhões.

Veja o total repassado a cada Estado da Amazônia:

1- Pará : R$ 18,267 bilhões;
2- Maranhão : R$ 12,277 bilhões;
3- Amazonas : R$ 7,539 bilhões;
4- Mato Grosso : R$ 6,627 bilhões;
5- Tocantins : R$ 6,513 bilhões;
6- Rondônia : R$ 4,737 bilhões;
7- Acre : R$ 4,458 bilhões;
8- Amapá : R$ 4,283 bilhões;
9- Roraima : 3,478 bilhões.