Menu

Diversidade No AM, associação promove roda de conversa LGBTQIA+ sobre prevenção e diagnóstico do câncer

O evento, será realizado no auditório da Policlínica da Codajás (Reprodução/ Internet)
Priscilla Peixoto – Da Revista Cenarium

MANAUS – A Associação de Travestis, Transexuais e Transgêneros do Estado do Amazonas (Assotram) vai promover nesta sexta-feira, 5, uma roda de conversa sobre o autoconhecimento, além dos padrões, intitulado “Outubro e Novembro Transcendendo o Rosa e Azul”. O evento inicia às 13:30 no auditório da Policlínica da Codajás, unidade de saúde parceira da Assotram localizada na avenida Codajás, Cachoeirinha, zona Sul de Manaus.

De acordo com a presidente da Assotram, Joyce Gomes, durante a programação serão abordados temas relacionados à prevenção, diagnóstico precoce e diversas informações sobre câncer de mama, câncer de colo de útero e câncer de próstata e reto. “A iniciativa surgiu pela necessidade de trabalharmos essa pauta dentro da comunidade LGBTQIA+, uma maneira de informa e sensibilizar”, conta Joyce.

Joyce destaca que a ação, além de informar, traz representatividade para as pessoas da comunidade que possuem dúvidas sobre o assunto ou, até mesmo, estejam passando por problemas de saúde semelhantes. “Outubro Rosa e Novembro Azul são duas grandes campanhas voltadas à saúde e percebemos que não nos sentíamos representadas, levamos essa demanda ao PAM que supertopou a proposta”, explica a presidente.

Convidados da programação do evento (Reprodução/Divulgação)

Sobre o evento

Por conta das orientações de segurança da Organização Mundial da Saúde (OMS), a programação conta uma participação reduzida do público e tem vagas limitadas. “Ainda estamos seguindo as orientações que preservam nossa segurança, por isso convidamos apenas algumas instituições e as vagas no auditório ficarão disponíveis até o que foi estipulado pela organização quem se interessar pode entrar em contato pelo nosso insta @assotram ou se informar no PAM do Codajás”, ressalta Joyce.

A conversa mediada pela doutoranda em História da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e membro do Núcleo de Políticas, Instituições e Práticas Sociais (Polis) do Laboratório de Estudos de Gênero, Michele Pires terá como convidada a professora da Universidade Estadual do Amazonas (UEA), ginecologista e obstetra e especialista em reprodução humana, Dária Neves.

Dária também é coordenadora do Ambulatório da Diversidade Sexual e Gênero da Policlínica da Codajás e vai focar nas questões voltadas à diversidade. A médica oncologista Caroline do Anjos, o mestre em ciência da saúde, especialista em infertilidade masculina e coordenador da disciplina de urologia da Ufam, Flavio Antunes e mastologista pelo hospital das clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais, Erica Conde também serão convidados do evento.

“Além disso, teremos a participação do coloproctologista, titular da Sociedade Brasileira de Coloproctologia e titular do Grupo de Estudos de Doença Inflamatória Intestinal, Raul Costa”, diz Joyce Gomes que ressalta que a agenda da Assotram aos poucos está voltando ao normal e, segundo a presidente, em dezembro será trabalhada uma programação intensiva em prol do “Dezembro Vermelho”, período que marca a mobilização nacional na luta contra o vírus HIV, a Aids e as infecções sexualmente transmissíveis-(IST) alertando para a prevenção, assistência e a proteção aos direitos das pessoas infectadas com vírus.