Ufam realiza recepção de novos alunos dos cursos de humanas

'Calourada do IFCHS' contou com música, sorteio e palestras (Luiz André/CENARIUM)

10 de maio de 2024

20:05

Carol Veras – Da Agência Cenarium

MANAUS (AM) – O Instituto de Filosofia, Ciências Humanas e Sociais (IFCHS) da Universidade Federal do Amazonas realizou nesta sexta-feira, 10, uma acolhida aos novos estudantes com a ‘Calourada do IFCHS: A juventude e a universidade pública’. A diretora do instituto, professora doutora Iraildes Caldas, abriu o dia de palestras.

A abertura aconteceu pela manhã, com uma roda de conversa entre a diretoria do IFCHS, o Departamento de Ciências (DCIS) e o Departamento de Assistência Estudantil (DAEST). Pela tarde, ocorreram aulas inaugurais com o pró-reitor de extensão, professor Almir Menezes, e a diretora do DAEST, professora Karime Bentes.

O objetivo é integrar os novos alunos e incentivar a participação ativa na universidade para além das aulas. “É um momento muito rico porque nós passamos a interagir com esses novos alunos”, comenta Caldas.

“A acolhida eles é importantíssima porque coloca esses alunos frente a universidade, diante das possibilidades de acessar a política estudantil da universidade, que é onde eles percebem que podem participar ativamente da vida da universidade através das suas críticas, expondo as suas demandas, as suas necessidades”, completa a professor.

A diretora do IFCHS, Iraildes Caldas (Luiz André/CENARIUM)

À noite, o foco do evento vai contar assistência estudantil, que busca democratizar e ampliar o acesso dos estudantes à Ufam, garantindo condições que favoreçam a permanência e a conclusão dos cursos dentro do tempo estipulado.

A diretora prossegue: “A universidade, ela é feita pela comunidade universitária, que são os professores, os estudantes e os técnicos em educação. Não sendo uma universidade administrada somente pela reitoria, pelos pro-reitores, pelos diretores de unidade, mas é uma universidade que conta com o protagonismo desses alunos”.

Os centros acadêmicos também possuem um papel importante na acolhida dos novos estudantes. “Durante essas semanas que se decorreram, a gente está aí nesse trabalho todo dia de acolher, chamar pra conversar não só sobre a universidade, mas também sobre a vida para justamente tentar criar um ambiente assim, mais acolhedor para eles que eles não se sintam desamparados”, afirma o estudante Bruno Rios, presidente do Centro Acadêmico de Filosofia (Cafca)

Bruno Rios (Luiz André/CENARIUM)
Leia mais: Ufam e UEA promovem seminário para debater Ciências Sociais na Amazônia