Menu

Economia Feira Internacional de Empreendedores acontece neste fim de semana em Manaus

Evento acontece no Centro Cultural Palácio Rio Negro - Salão de Eventos Rio Negro, na Avenida 7 de Setembro, Centro de Manaus. (Divulgação)

Gabriella Lira – Da Cenarium

MANAUS – Gastronomia, artesanato, cultura e empreendedorismo vão estar reunidos na segunda edição da Feira Internacional de Empreendedores, que acontece neste fim de semana, 16 e 17 de outubro, das 10h às 20h, no Centro Cultural Palácio Rio Negro – Salão de Eventos Rio Negro, na Avenida 7 de Setembro, Centro de Manaus. A iniciativa é coordenada pela Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania  (Sejusc) e Organização Internacional para as Migrações (OIM).

O evento é gratuito, seguindo todos os protocolos de higiene, bem como a entrada permitida apenas mediante apresentação da carteirinha de vacinação contra a Covid-19 (1ª dose) e uso de máscaras. 

A ideia é difundir culturas, proporcionar experiências gastronômicas e incentivar a geração de renda de negócios de refugiados e migrantes, que vivem em Manaus, aos quais foram afetados pela pandemia da Covid-19. Durante os dois dias de evento, participam 30 expositores da Colômbia, Venezuela, Haiti e Brasil. 

Entre as atrações culturais, a feira tem estilos musicais de cada País, e conta com o apoio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) na realização de oficinas gratuitas para planejamento de negócios, com instrução sobre o método Canvas, Gestão de Negócios, Fluxo de Caixa e Marketing Digital.

“A Feira acontece junto com o Brasil, sendo o País que nos recebeu muito bem e somos gratos a isso. Pensamos na Feira como uma troca cultural, além de que nós, migrantes, possamos mostrar nossas raízes, dar valor a nossa própria cultura e garantir renda própria”, comenta a idealizadora do FIE, Nohemi Morillo, sobre a possibilidade de proporcionar melhoria na qualidade de vida para as famílias de refugiados e imigrantes.

Para a titular da Sejusc, Mirtes Salles, a Feira reforça o compromisso social do Governo do Amazonas e é uma forma de ajudar os refugiados e migrantes a buscarem espaço no mercado. “Nosso trabalho é buscar de todas as formas oferecer um atendimento social humanizado. E essa parceria nos dará mecanismo para melhor atender essas demandas. Sempre é preciso ter um olhar diferenciado para as pessoas em situação de vulnerabilidade aqui, no Estado”, disse Mirtes.

A realização da feira e o incentivo aos pequenos empreendedores são exemplos que a migração deve ser vista como novas oportunidades, como afirma a coordenadora de Projetos da OIM em Manaus, Jaqueline Almeida. “A OIM apoia a integração e a geração de renda de refugiados e migrantes em todas as regiões brasileiras, e em Manaus não poderia ser diferente”.

Para conhecer a programação completa da Feira, acesse a página no Facebook (Feira Internacional de Empreendedores (2ª Edição)) ou no Instagram (@fiemanaus).